sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Consciência Negra

http://joserosarioart.blogspot.com/
Consciência
alma que ontem nasceu
o sal da terra
não somos só
desafio de compartilhar
pensamentos, atos, palavras

Diferentes cores
mas seres iguais
porem mortais como todos
independente ser ou não ser
o que importa a razão

Quem planta preconceito
racismo, indiferença
não pode ter paz
não pode sonhar
não pode amar

O homem é escravo
de si mesmo
escravo do tempo
escravo de sua ambição
escravo de seu preconceito

Aniquilar o velho preconceito
sente-se a necessidade de uma nova virtude
dignidade...
por toda existência

Lembra da criança
no sinal pedindo esmola?
Não é problema meu
fecho o vidro
a parte esquecida e pronto

Crianças não nascem más
crianças não nascem racistas
Aprendem o que gente ensina
há muito que aprender                                               Quem planta a violência
colhe ódio no final
              
A voz da consciência é sutil
pode ouvi-la simplesmente
não pense em enganá-la
ouça apenas
a decisão e sua


  


Um comentário:

  1. Diferentes cores
    mas seres iguais
    porem mortais como todos
    independente ser ou não ser
    o que importa a razão

    ResponderExcluir