quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Voz ao Vento


OBRA-PRIMA NATURAL  Do blog ECOnsciência
Não havia mentiras
cria-se uma imagem
que não se busca
do amante ardoroso
da realidade nua
de um mundo disperso

Desejos e incertezas
de amor e  ambições
A esperança de um gesto
uma palavra

Luta se
contra recordações
ambíguas vazias
simples no chão
sem vida, sem prazer
apenas uma voz ao vento

                                      Paulo Knop 


Nenhum comentário:

Postar um comentário